segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O lateral Rodrigues Neto


Lateral de vocação ofensiva, com passagem pela Seleçäo Brasileira, andarilho do futebol e que fez história pelo Flamengo... Não, não se trata do Léo Moura. O jogador em questão é Rodrigues Neto, lateral esquerdo que defendeu o Flamengo entre 1967 e 1975.

Apesar de sua vocação ofensiva, Rodrigues Neto era um bom marcador. Era baixo, mas viril, sendo muito respeitado por seus adversários. Se destacava também por ter um chute muito potente e certeiro de direita, o que lhe rendeu a marca de trinta gols com o Manto Sagrado.

Nascido em Central-MG, no ano de 1949, José Rodrigues Neto começou sua carreira jogando pelo Vitória-ES, em 1965. Em 1967 é contratado pelo Flamengo, onde fica até 1976, quando vai pro Fluminense, no troca-troca que trouxe Toninho Baiano, Carlos Alberto Torres, Roberto e Zé Roberto pro Flamengo, enquanto Rodrigues Neto, Doval, Renato e Paulinho Amorim saíram do clube. No rival conquista o Campeonato Carioca daquele ano. Em 1978 se transfere para o Botafogo, sendo posteriormente convocado para a Copa do Mundo, onde fez quatro partidas. No ano seguinte se transfere para o futebol argentino, indo jogar no Ferro Carril Oeste. Em 1981 volta ao país para jogar pelo Internacional, consagrando-se Campeão Gaúcho. Volta à Argentina em 1982, para defender o Boca Juniors. Sem sucesso em sua passagem pelo país vizinho, regressa ao Brasil, dessa vez para jogar pelo São Cristovão. No mesmo ano vai para o South Cinha, da China. No final da temporada de 1984 transfere-se para o Eastern Hong Kong.

Mas como diz o ditado, "o bom filho a casa torna", e em 1990 Rodrigues Neto volta a vestir o Manto Sagrado para fazer uma partida de despedida pelo Flamengo. Foram 439 jogos pelo clube, tendo conquistado um total de 20 títulos, onde se destacam o Campeonato Carioca de 1972 e 1974.

Após se aposentar virou técnico, tendo passagem pelo São Bento-MA. Hoje, Rodrigues Neto mora no Rio de Janeiro, trabalha na revelação de jogadores e joga pelo time de Masters do Flamengo.

Rodrigues Neto é um dos Heróis do Mengão!

5 comentários:

  1. O blog, como um todo, está ótomo.
    Sobre o Rodrigues Neto, faltou falar que, até se firmar na lateral esquerda, ele foi uma espécie de coringa, atuamdo no meio do campo e em diversas posições do ataque. Aliás, lembro-me bem, ele até se rebelou, quando, no meio de um jogo, o Solich mandou-o atuar na lateral esquerda. Foi preciso o goleiro Ubirajara Alcântara interceder, para convencê-lo a acatar as ordens do Solich. E, veja só, foi como lateral esquerdo que ele se consagrou, chegando até a seleção. Devido à sua incontestável titularidade na lateral esquerda, o Junior inicialmente teve que atuar na lateral direita no time principal.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo elogio e pelas informações Paulo!
    SRN!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o comentário do Paulo Afonso. É justamente o que eu dizia e ninguém acreditava: que o Júnior começou na lateral direita por causa do R. Neto.

    ResponderExcluir
  4. Fui e sou amigo de Rodrigues Neto, nasci na mesma cidade, gostei dessa apresentação pois falam pouco dele, seria bom se levantasse essa bandeira nas redes, pois era bom de bola. Na nossa cidade joguei c/ ele, sou o Nemilde Guilherme, conhecido nos gramados como -Cabral. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nemilde me de noticias do rodrigues neto

      Excluir